SINOBLOCOS

Produto de alta qualidade com os melhores preços.

SINOBLOCOS - ARTEFATOS DE CIMENTO

Produtos de alta qualidade com os melhores preços.

SINOBLOCOS

Produtos de alta qualidade com os melhores preços.

SINOBLOCOS

Produtos de alta qualidade com os melhores preços.

SINOBLOCOS

Produtos de alta qualidade com os melhores preços.

quarta-feira, 5 de março de 2014

Blocos: a estrutura fica à vista

Pronta em um ano, esta casa de 196 m2, em São Paulo, não tirou proveito só da agilidade da alvenaria estrutural. A arquitetura reta, com grandes painéis de vidro, se beneficia da textura do concreto ao natural.




Divulgação
Uma base de alvenaria (porão) ajudou a nivelar o pequeno aclive do terreno. ...
Uma base de alvenaria (porão) ajudou a nivelar o pequeno aclive do terreno. Dessa forma,o piso térreo começa 1,10 m acima da garagem, e a cozinha está integrada ao jardim dos fundos (foto acima). Os demais andares, como o solário, no último pavimento, ficam bem acima da rua, com vista primorosa.

O terreno estreito (6,20 x 46,60 m) não parecia uma boa compra. "Mas estava bem localizado e tinha lugar para formar um jardim", diz o morador, Cesar Mello, que usou sua experiência no mercado imobiliário para apostar no lote. No projeto, os arquitetos Antonio Ferreira Jr. e Mario Celso Bernardes priorizaram o desenho contemporâneo e a possibilidade de construir novos cômodos. Assim, a alvenaria autoportante, sem vigas e pilares, foi a técnica construtiva eleita - afinal, a estrutura já fica preparada, até mesmo com ligação de elétrica e hidráulica, para eventuais ampliações.





Divulgação
Os blocos de concreto (Exactomm) receberam resina acrílica incolor Acqüella...
Os blocos de concreto (Exactomm) receberam resina acrílica incolor Acqüella (Otto Baumgart). Por fora, eles ficam protegidos do tempo. Por dentro, isso evita o esfarelamento. Quadros: Mônica Filgueiras Galeria.
Divulgação
Na entrada, destaque para a porta pivotante de medidas generosas: 1,60 x 2,80...
Na entrada, destaque para a porta pivotante de medidas generosas: 1,60 x 2,80 m (Gomez & Moraes).
Divulgação
Vãos generosos e pouca divisão de ambientes lembram um loft. Na sala de est...
Vãos generosos e pouca divisão de ambientes lembram um loft. Na sala de estar com pé-direito duplo (chega a 6 m), uma atração é a escada de estrutura metálica com piso de chapa de ônibus (mesmo fornecedor da porta). Para criar um visual despojado, os arquitetos alternaramparedes ao natural e algumas revestidas de reboco e massa corrida. Sofá da Jocal e tapete da By Kamy.
Divulgação
Executado na obra, este piso é chamado de laje zero: não exige contrapiso, ...
Executado na obra, este piso é chamado de laje zero: não exige contrapiso, pois a própria laje funciona como revestimento. Assim que começa a cura do concreto, usa-se uma máquina para polir e alisar a superfície. Uma camada de cera para cimentados dá o acabamento.

Gastar só o previsto no orçamento também era uma meta de Cesar.  Aqui, a alvenaria estrutural também foi crucial, pois a execução só começa com o projeto bem calculado, prevendo até o lugar das tomadas. "Não existe a irracionalidade de subir paredes e quebrá-las para passar os conduítes", diz o engenheiro Newton Montini Jr., responsável pela obra. Além disso, a mão-de-obra trabalha com agilidade. "A casa fica pronta mais rápido em comparação com um sistema de alvenaria comum, que exige fôrmas de concreto, vigas e pilares", completa.



Divulgação
A idéia era integrar ao máximo áreas internas e externas. Em toda a casa, ...
A idéia era integrar ao máximo áreas internas e externas. Em toda a casa, inclusive na cozinha, o peitoril das janelas de alumínio (Zeloart) é mais baixo e tem 60 cm de altura. Na pia, base revestida de cimento queimado e bancada de granito preto são gabriel (África Mármores).
Divulgação
Os blocos estruturais de concreto não podem ser quebrados na horizontal. Por...
Os blocos estruturais de concreto não podem ser quebrados na horizontal. Por isso, o encanamento desce verticalmente pelas paredes do banheiro. Os canos seguem embutidos no forro de gesso do andar de baixo, até chegarem ao shaft. Ele fica na despensa da cozinha e concentra as prumadas de hidráulica, elétrica e gás. Piso e parede de cerâmica (Portobello). Louçase metais da Deca.
Divulgação
O mezanino foi revestido de taco de sucupira(Indusparquet). Poltronas com puf...
O mezanino foi revestido de taco de sucupira(Indusparquet). Poltronas com pufe da Filter.
Divulgação
No solário, a vista é ainda mais privilegiada. Quem sobe até ele entende p...
No solário, a vista é ainda mais privilegiada. Quem sobe até ele entende por que Cesar quis construir a casa acima do nível da garagem. “Eu não poderia perder esse horizonte”, diz, contemplando a paisagem. Poltronas Butterfly, da Filter.
Divulgação
Para aproveitar a área mais ensolarada do terreno, o último andar conta com...
Para aproveitar a área mais ensolarada do terreno, o último andar conta com uma clarabóia de vidro temperado 8 mm (Zeloart). “Uma ótima solução que aquece o jardim-de-inverno e manda calor para o restante da casa”, diz Cesar. Na cobertura, telha de fibra orgânica (Onduline).

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Base firme


Os principais cuidados de especificação, transporte, recebimento e instalação de pavimentos intertravados de concreto.



Os blocos de concreto podem ser encontrados em espessuras variadas para atender diferentes graus de agressão
Produzido com peças pré-moldadas de cimento estrutural branco e pigmentos especiais, o piso intertravado de concreto é indicado para pavimentar áreas expostas a diferentes condições de tráfego, desde a mais leve, como em calçadas para pedestres, até a mais intensa, como em depósitos de carga. De instalação simples, o sistema tem efeito antiderrapante e se caracteriza pela facilidade de manutenção. Em caso de patologias apenas as peças afetadas precisam ser trocadas ou recolocadas, evitando quebra-quebra.
A NBR 9781 - Peças de concreto para pavimentação - Especificação classifica como padrão o formato geométrico regular e especifica resistência mínima à compressão maior ou igual a 35 MPa. Em casos de tráfego de veículos especiais ou risco de abrasão, a resistência deve ser superior ou igual a 50 MPa.
A espessura dos blocos também varia em função da aplicação. Para tráfego de pedestres ou ciclovias, por exemplo, a pavimentação pode ser feita com blocos de 40 mm. Já para uso em vias, podem ser utilizados blocos com até 100 mm de espessura.
Para o bom desempenho do pavimento, é importante que os blocos sejam fabricados com concreto submetido a um rigoroso controle tecnológico. Além disso, é fundamental que as arestas da face superior das peças intertravadas estejam bisotadas e possuam dispositivos eficientes para a transmissão de carga de um bloco a outro.
Cuidados na instalação
Os blocos são aplicados sobre berço de areia lançado diretamente no solo compactado. O travamento das peças utiliza areia e dispensa argamassa, o que proporciona uma instalação seca e contribui para manter a permeabilidade do solo urbano. É importante, porém, que a areia da camada de assentamento das peças tenha granulometria contínua e média, seja lavada e apresente qualidade semelhante à usada em concretos ou argamassas de assentamento. A areia deve, ainda, passar totalmente pela peneira de 9,5 mm.
A instalação requer, também, cuidado especial com a execução do subleito, base da estrutura do pavimento. Para evitar que as peças se soltem, deve-se promover o preenchimento adequado das juntas.
Outro procedimento indispensável é a criação de uma contenção lateral firme. Os tipos de contenção lateral mais comuns compreendem meios-fios, meios-fios-sarjetas, e vigas armadas ou não-armadas. A condição ideal é que esses confinamentos apresentem as faces em contato com os blocos perfeitamente verticais.
Para garantir boa drenagem, deve-se ter cuidado com as inclinações longitudinais e com os caimentos transversais de pavimentos intertravados. Recomendam-se caimentos transversais de 3% e 2% para vias e calçadas, respectivamente, com caimento transversal máximo de 4% em qualquer caso.
Logística e recebimento
Os blocos devem ser transportados em paletes da fábrica para o canteiro. No recebimento, é prudente que o comprador faça uma inspeção visual que permita verificar se as peças estão homogêneas, com aparência igual à da amostra da compra, e se detêm as especificações necessárias ao projeto a ser construído. Se houver dúvidas por parte do cliente, há recomendações previstas na NBR 9780 - Peças de concreto para pavimentação e determinação da resistência à compressão - Método de Ensaio.
Outras orientações para o recebimento do produto são: observar a permeabilidade e porosidade das peças de concreto, que devem apresentar dificuldade em absorver a água; fazer um teste de massa, pois quanto mais leve se apresentar, menos resistente tende a ser; e verificar se há grande variação na qualidade de cor, indicador de problemas na compactação do concreto.
Como executar piso intertravado de concreto
Preparo da base 
Após conferir o local de aplicação para verificar a direção da água, pontos de drenagem e avaliar as condições de cheias, prepare a base com caimento mínimo de 1%. Espalhe a camada de brita graduada simples ou bica corrida compactada sobre subleito também compactado.
Fotos: Marcelo Scandaroli
Camada de areia 
Faça uma camada de areia média ou grossa com 3 cm a 5 cm de espessura. Use guia de nivelamento e régua metálica para uniformizar a camada de areia. Sobre ela, serão assentados os blocos de concreto.
Fotos: Marcelo Scandaroli
Juntas 
A próxima etapa será espalhar a areia fina por cima dos blocos. A largura das juntas entre as peças de concreto deve ter de 1 mm a 3 mm. Os valores mais comuns adotados são 2,5 mm e 3 mm. Depois de espalhada a areia fina, faça a compactação inicial com placa vibratória.
Fotos: Marcelo Scandaroli
Contenções laterais 
O pavimento intertravado exige a instalação das contenções laterais para evitar o deslocamento das peças. Por isso, é importante executar as sarjetas ou guias.
Fotos: Marcelo Scandaroli
Assentamento 
Em seguida, os blocos de concreto poderão ser assentados. Esse procedimento deve ser feito com cuidado para não danificar a camada de areia. É recomendável colocar primeiro as peças inteiras e depois as que precisam ser cortadas.
Fotos: Marcelo Scandaroli
Compactação 
Use a vassoura para fazer com que a areia penetre ainda mais nas juntas entre os blocos. Faça a compactação final. É importante ressaltar que qualquer tipo de pavimentação deve ter a base adequadamente compactada. Do contrário, poderá sofrer deformação (recalque).
Fotos: Marcelo Scandaroli

Fonte: Anuário Pini da Construção



Resistência em bloco


Sistema de alvenaria estrutural requer planejamento logístico de canteiro bastante apurado. Maior produtividade é obtida com abastecimento dos materiais em ritmo constante

A tipologia estrutural composta por bloco, argamassa, graute e eventualmente armações é responsável por um dos sistemas construtivos que mais crescem no Brasil. Visto no passado como material para construção popular, a alvenaria estrutural com blocos de concreto está em franca expansão e já faz parte de construções de médio e até mesmo de alto padrão, com possibilidade de redução de custos.


Sistema de alvenaria estrutural com blocos de concreto conquista espaço no mercado graças ao avanço tecnológico do produto e ao respaldo de novas normas técnicas



Um dos motivos para o crescimento da tecnologia é a produtividade. Afinal, chapisco e emboço podem ser dispensados - devido à regularidade dos blocos - e a estrutura final não tem pilares e vigas, reduzindo a quantidade de recortes nos revestimentos cerâmicos. Além disso, o sistema, que antes permitia construções de no máximo 16 pavimentos, hoje suporta até 28 andares, ampliando as possibilidades de uso.

ASPECTOS CRÍTICOS
Alguns cuidados são fundamentais para garantir a racionalização, como compatibilizar projetos de estruturas e instalações. O projeto de alvenaria estrutural deve ser detalhado e integrado, de forma a restar o menor número possível de decisões a serem tomadas no canteiro.
O tipo de amarração utilizada entre as paredes, por exemplo, deve ser definido previamente. Pontos de concentração das tensões verticais e de transferência de tensões entre paredes são críticos e, sem cuidado adequado, podem causar patologias. Há várias formas de evitar problemas: o emprego de grampos metálicos, telas metálicas com argamassa ou, ainda, a amarração das fiadas com blocos especiais.

Fonte: Anuário Pini da Construção

terça-feira, 4 de junho de 2013

Por que construir com blocos



Concreto, cerâmica, concreto celular, silicocalcário e ecológicos. As vantagens de cada material são mais bem aproveitadas num bom projeto

Da redação - Revista Arquitetura e Construção - Fev 2012




Divulgação
blocos

Versáteis quanto a sua composição, os blocos têm se distanciado cada vez mais da imagem de casa mal-acabada e se mostram boa opção quando se quer paredes de vedação ou estruturais (sustentam a construção sem pilares e vigas). Diante disso, a maior dificuldade está na escolha do material: concreto, concreto celular, silicocalcário, cerâmica ou até ecológico. "Defina a compra pelo tipo mais adequado ao projeto", recomenda o professor Eduvaldo Sichieri, do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Escola de Engenharia de São Carlos. "Isso leva em conta se a casa requer melhor resistência térmica ou se a fundação pede peças leves", acrescenta. Como pensar numa casa de blocos Um projeto considerado racional evita cortes e desperdício de blocos, pois se baseia nas medidas das peças, inteira ou pela metade. Diferentemente dos tijolos maciços de barro, eles têm furos que permitem embutir as instalações elétrica e hidráulica. "Consomem até um terço menos de argamassa no assentamento e no reboco, aumentando a produtividade da mão-de-obra", diz o engenheiro Jonas Silvestre Medeiros, da Inovatech. "No entanto, o tijolo tem maior isolamento acústico e capacidade de armazenar calor", pondera ele. Entre as opções de blocos, há os estruturais, capazes de compor paredes que suportem cargas. Isso torna a obra ágil, organizada e livre de gastos com fôrmas de concreto e pilares. Contudo, o método autoportante tem inconvenientes. "Ambientes com grandes vãos exigirão pilares", alerta Jonas.